Investir

 

Aguiar da Beira é um concelho muito propício ao investimento, sobretudo ao investimento no setor primário.

Produzindo diversos produtos de reconhecida qualidade, Aguiar da Beira possui um potencial de crescimento significativo neste setor; desde os produtos classificados como de Denominação de Origem Protegida (DOP), como é o caso do Queijo da Serra da Estrela, mas também da Castanha dos Soutos da Lapa e da Maça de Bravo Esmolfe, devendo-se também referir a importância do cogumelo silvestre, sobretudo do míscaro, para a cultura e economia da região.

Este potencial do setor primário de Aguiar da Beira tem-se, de resto, revelado no crescimento muitíssimo significativo de algumas fileiras, sobretudo, agropecuárias como é o caso da criação de frangos, mas também do significativo incremento da capacidade de produção industrial de queijo, talvez a mais importante atividade económica do concelho, com três grandes unidades instaladas no território.

Mas neste contexto do setor primário não se poderá descorar a floresta.

Aguiar da Beira possuí uma das mais importantes manchas florestais da região, sendo o seu aproveitamento económico uma especial potencialidade da região. A gestão, a proteção da floresta é um propósito que poderá justificar um forte investimento com retornos consideráveis.

Outras atividades, que não do setor primário, apresentam também dinâmicas que atestam o grande potencial económico dos territórios de Aguiar da Beira.

Desde logo o turismo. Com uma disponibilização de alojamentos muito significativa para a média da região, a par de uma grande diversidade de ofertas, dispersas por todo o concelho, Aguiar da Beira apresenta condições que apontam para a possibilidade de maior crescimento  do setor na região. Da gastronomia ao termalismo, do património natural e contruído aos monumentos megalíticos, das atividades ao ar livre ao desporto, com especial enfoque nos eventos internacionais, com relevância mundial, como é o caso das provas de “Orientação”, Aguiar da Beira oferece condições para aprofundamento, diversificação e qualificação da oferta turística local,  com inegável implicação económica na região.

A localização de Aguiar da Beira, entre os centros de Viseu e a Guarda, permite uma proximidade de diferentes destinos que motivam a dinamização do tecido empresarial, com especial enfoque nos setores da distribuição de materiais para a construção civil, mas também dos móveis e madeiras.

Outro importante setor para o concelho de Aguiar da Beira é o da economia social, o designado terceiro setor. A dinâmica de privados e das associações de solidariedade social do concelho nos domínios do apoio social permite que nesta altura a oferta de residências e alojamentos para idosos possua uma relevante expressão económica. Desde unidades de dimensão significativa a pequenos estabelecimentos, existem no concelho ofertas que primam, sobretudo, por unidades modernas e de grande qualidade e que contribuem para satisfazer as necessidades sociais não só do concelho, mas de toda a região.

O município e o seu executivo estão especialmente envolvidos nestas dinâmicas da economia, garantindo o apoio do setor público às iniciativas dos empresários e empreendedores interessados em investir no concelho.

O AMDE – Apoio Municipal ao Desenvolvimento Económico, um gabinete municipal onde se garante o apoio institucional aos empresários e empreendedores, do acompanhamento de licenciamento das edificações necessárias à inscrição das atividades nas plataformas digitais da administração central e à informação e encaminhamento para efetuar as candidaturas aos apoios financeiros eventualmente disponibilizados, em articulação com os parceiros protocolados com o município.

 Do AMDE fazem parte gabinetes especializados como o Gabinete de Apoio ao Agricultor, o Gabinete de Micologia ou o Gabinete Técnico Florestal que suportam, especificamente, estes setores.

Mas também em termos de infraestruturas, o município tem primado pela disponibilização de equipamentos de apoio à economia local.

A instalação do Mercado do Gado para pequenos ruminantes – ovelhas e cabras – em Mosteiro, Pena Verde, junto ao Mercado do Queijo, concretiza ali um conjunto de recursos que visam apoiar e valorizar a produção do tão importante produto regional que é o queijo da serra. Outro exemplo é o Centro de Desinfestação de Viaturas utilizadas para o transporte de animais. Um serviço municipal que passou a existir no mesmo local de Mosteiro, evitando o recurso  e  deslocações a serviços situados na cidade de Viseu.

Mas a autarquia também está atenta ao apoio aos jovens empreendedores  e à concretização das suas ideias de negócio, e neste sentido foi instalado no Centro Histórico de Aguiar da Beira o Cabicanca Coworking, onde aqueles se podem instalar e dar acolhimento às suas ideias de negócio, contribuindo, assim para a fixação de jovens em idade ativa e a partir das suas atividades, para o desenvolvimento da região.

NOTÍCIAS

CONTACTOS

Morada:

Av. Liberdade n.º 21,

3570-018 Aguiar da Beira

Telf: +351 232 689 100

Horário de Atendimento:

09h00 - 16h00